quinta-feira, 28 de julho de 2011

Primeiro Amor

O texto de hoje, é parte solta de um conto que talvez, seja postado em pequenos trechos novamente.
         [...] E então eu me apaixonei por ela. Não sei se tinha mais a ver com o sorriso dela, com as mãos pequenas ou com o sorriso que ela me provocava e o suor que fazia transcorrer pelas minhas mãos. Simplesmente eu sabia que era ela. E na verdade, não tinha muita noção do por quê. Se era por ela, por mim ou pelos efeitos que me causava.
Egoísta se apaixonar assim. Mais por como eu estava com ela do que por ela. Mas era isso e só isso bastava. O modo como ela gesticulava rápido enquanto falava e como ia ficando perdida, sem saber se expressar e perdia-se entre seus pensamentos. Achava isso lindo, embora parecesse tolice. E era.
Sem ter nenhum conhecimento dos meus sentimentos, ela continuava me dando sua mão, me abraçando no frio e no medo e me pedindo proteção. Eu nunca recusaria. Não com aqueles olhos, com aquela voz trêmula que tinha.
Nunca fui capaz de me declarar, de estragar o romance que criei em mente. Tínhamos dias lindos juntos. Fantasiosos, claro, mas tive medo de que os reais não fossem tão bons, ou nunca fossem acontecer. E preferi não fazer acontecer mesmo para que ficasse intacto na minha memória do que nunca houve.
         E me diziam que meninas apaixonadas que eram bobas [...]

Escrito por: Gabrielle Pires
Postado por Gabrielle Pires Silva às 00:31

12 comentários:

Marcelle Braga disse...

Nossa, parece até meu, de tão real que está em minha mente... Diante de vezes que parei pra pensar dessa forma. Tão lindo, amiga! Maravilhoso, melhor dizendo... Amei! E com certeza, poste outros trechos :) Beijo

anny m . disse...

adorei o texto , principalmente esse final "E me diziam que meninas apaixonadas que eram bobas [...]" hahaha brilhante !

Thaís Lima disse...

"E me diziam que meninas apaixonadas que eram bobas [...]"
gostei dessa parte in! rs Amei de verdade, tem que postar outros trechos com toda certeza. :D

Lagosta disse...

Que lindo! Que menino fofo esse, morri @@ Acho que os meninos podem ficar tão (ou talvez até mais!) bobos que as meninas apaixonadas XD
Continua o conto, fiquei curiosa! <3

Giulia disse...

Continue sim postando. Ta muito bom!

Amei, bebe

cv disse...

Nossa! Me apaixonei novamente... haha, muito legal.

linda! :*

Clarinha disse...

Adorei esse tipo de post, muito fofo e já ansiosa para ver o restante..

Bjs
http://maviealeatoire.blogspot.com/

Maiara Cupertino disse...

ameeei gabi s2

Ana Neves disse...

"E me diziam que meninas apaixonadas que eram bobas"

Que liindo amiga, depois vai postando o resto do conto, eu adorei s2

Carvalho Silva. disse...

''Sem ter nenhum conhecimento dos meus sentimentos, ela continuava me dando sua mão, me abraçando no frio e no medo e me pedindo proteção. ''

Lindo, lindo .. melhor seria se todos tivessem essa visão né, rs. Fico perfeito!

Laila Saltoris disse...

Não importa é se é homem ou mulher, paixão deixa qualquer um bobo. rs
Adoreei e to curiosa pra saber a continuação!

Vitor de Abreu disse...

Como sempre seu texto está lindo e vc melhorando a cada postagem, cada vez que venho aqui no blog vejo uma postagem melhor que a anterior

Postar um comentário