sábado, 30 de janeiro de 2010

Poder

Eu posso amar intensamente sem ao menos ser amada; eu posso rir descontroladamente sem ao menos estar feliz; eu posso me descontrolar sem ter motivos;

eu posso sonhar mesmo me sentindo realizada; eu posso chorar mesmo sem motivos; eu posso dizer que me odeio mesmo querendo dizer apenas que te amo; eu posso me vingar de você por um motivo simples; eu posso perdoar você por um motivo grave; eu posso ter receios sem ter ameaças;

eu posso perder para um adversário fraco; eu posso chorar pela tristeza de quem não amo; eu posso mudar de opinião todos os dias; eu posso te odiar por não me amar; eu posso te xingar querendo te elogiar ; eu posso gritar quando preciso calar. Na vida a gente pode tudo, a gente só não pode deixar que a vida tenha poder sobre nos.


Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)

Postado por Gabrielle Pires Silva às 23:10 10 comentários
sábado, 30 de janeiro de 2010
Poder Eu posso amar intensamente sem ao menos ser amada; eu posso rir descontroladamente sem ao menos estar feliz; eu posso me descontrolar ...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 23:10 10 comentários
sexta-feira, 29 de janeiro de 2010
"Linger"
É só fechar os olhos que as lembranças começam a aparecer
como um filme rebobinado. Os olhos cheios d'água revelam um sentimento que tenta se esconder num coração que já não sabe mais como agir. Enquanto as lembranças surgem numa mente atordoada, já se é tarde pra reconhecer que os mais velhos, estavam certos e a única coisa boa a se lembrar, são os momentos que te fazem triste agora. Arriscar é tão difícil quanto entender as razões pelas quais acontecem as coisas ruins, e então sempre há uma conseqüência. Seu coração não quer mais desabafar nem aos melhores amigos, sabe que já os alugou bastante por uma história sem conclusões morais. Mesmo confiando muito, mesmo sabendo que estão lá, e mesmo sendo mais difícil encarar sozinha, é lógico perceber que ninguém além dos dois deveriam se envolver nisso, e talvez por isso esteja tudo tão confuso. Por que amar é banalizado dia após dia, e quando se precisa de amor sincero, talvez já nao se saiba onde encontrar, e nessa hipocrisia, nos perdemos na frieza e na dúvida, na insegurança que o coração transparece a todos, deixando as coisas ainda mais confusas. Um abrigo é esperado para acalmar a solidão que ansiosa, grita desesperada por amar de novo, alguém que não a faça voltar. Que nao a faça se arrepender de ter ido.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)

Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:59 11 comentários
sexta-feira, 29 de janeiro de 2010
"Linger" É só fechar os olhos que as lembranças começam a aparecer como um filme rebobinado. Os olhos cheios d'água revelam um...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:59 11 comentários
quinta-feira, 28 de janeiro de 2010
Olá a todos os leitores!
Hoje, vou mudar um pouco. Postarei dois textos totalmente diferentes um do outro. Um mais pessoal e um mais reflexivo. Só para dar uma variada haha. Mais uma vez, obrigada a todo mundo que coopera e me elogia, e boas-vindas aos novos leitores, que eu sei que surgirão (yn)

Dois Lados

Tudo tem um lado bom e um lado ruim. Eu não sou diferente da regra. Se você é o

que você faz, eu sou poesia, risadas, amizade verdadeira, fotos, musicas de amor e conversas no telefone. Se você é o que você come eu sou chocolate, batata frita e milk-shake. Se você é o que você sente

eu sou o amor e o perdão. Não adianta de nada se definir, sempre estará faltando um detalhe que faz toda a diferença. Mas é normal que haja curiosidade e enquanto houver você poderá ler meus textos e minhas reflexões que transparecem quem eu sou e o que eu sinto. É um tanto difícil acreditar, que eu, uma menina que vive tirando mil fotos e vive rodeada de amigos, tenha sérios problemas de auto-estima e na maioria do tempo, não me sinta especial pra ninguém e em nada do que eu faço. Não é normal que eu sinta isso, e nem que você acredite, porque eu não aparento ser assim. Não estou fingindo ser outra pessoa, apenas me escondendo em outras qualidades que possuo. Ou não. Talvez eu não saiba muito bem o que estou dizendo, esteja soltando palavras tentando expressar algo que têm sido guardado, algo que não tem importância pra você. Mas se eu sou tudo o que eu penso, eu também sou todas essas confusões. Eu não me imagino daqui a alguns anos, simplesmente porque não sei o que quero fazer, nem quem eu quero ser. Eu não me imagino sem aqueles que estão comigo hoje, embora eu já devesse estar acostumada a perder amigos. O futuro não é muito conveniente para uma mente que anda tão confusa quanto a minha, mas talvez fugir dele vá fazer tudo se tornar mais confuso depois. Eu simplesmente estou vivendo a vida, sem saber o porquê das perguntas que sempre fiz. Tá tudo diferente agora, mas eu sempre quis uma mudança.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)

Regras de uma Sociedade Hipócrita

Escute mais, faça menos barulho, controle seus impulsos, siga as regras, esteja na linha, fique ligado, seja consciente, não beba, não fume, não morra. Não perca o juízo, não desobedeça seus pais, não deixe que te façam abaixar a cabeça. Não roube, não inveje, não minta, não ria dos outros. Não cuspa pra cima, não se gabe de suas vitorias. não entregue as pessoas, não magoe, não deixe o orgulho acabar com as suas amizades e os seus relacionamentos. Não traia, não fuja, não se meta em confusões. Não faça nada que eu não faria

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)



Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:15 13 comentários
quinta-feira, 28 de janeiro de 2010
Olá a todos os leitores! Hoje, vou mudar um pouco. Postarei dois textos totalmente diferentes um do outro. Um mais pessoal e um mais reflexi...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:15 13 comentários
quarta-feira, 27 de janeiro de 2010
Olá leitores
Mais um post, espero que não cansam de mim nem tão cedo. Esse texto de hoje, é algo antigo, mas que ainda diz muito sobre mim, que sou muito perdida, e sem rumo rs. De qualquer forma, é mais um desabafo do que os outros, que acabam ajudando uns e outros, então lá vai

Futuro Incerto
Sinceramente, eu não tenho grandes pretensões, nem grandes planos. Talvez porque eu esteja muito ocupada vivendo meu momento. O que tira meu sono,
é o presente, correspondendo os meus atos passados, mas não, não procuro nada tão grande, não procuro um pote no arco-íris e, sendo isso bom ou não, tenho preguiça de lutar por algo, talvez porque realmente não acredite em nada pra mim nesse futuro distante. Não existem caça-talentos dentro de mim
, eu não sei aonde quero nem aonde posso chegar, não sei onde estou parada, e, intuitiva, continuo acreditando que quando for pra ser, vai ser pra dar realmente certo. Não sou daquelas que desafiam o mundo por um sonho. Não porque eu não tenha coragem, mas sim porque me faltam propósitos. Não sei quando nem onde me encontrarei, mas não estou planejando isso, não quero planejar uma mentira sobre a minha vida, estou vivendo, aprendendo, criando, imaginando e prosseguindo constantemente, descobrindo uma parte nova de mim.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)
Postado por Gabrielle Pires Silva às 22:10 14 comentários
quarta-feira, 27 de janeiro de 2010
Olá leitores Mais um post, espero que não cansam de mim nem tão cedo. Esse texto de hoje, é algo antigo, mas que ainda diz muito sobre mim, ...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 22:10 14 comentários
terça-feira, 26 de janeiro de 2010
Good Night!
Tá, é 'trash' falar inglês num blog, mas tem simplesmente algumas palavras como 'trash' que não ficariam tão significativas em português rs. Enfim, mais visitantes, seguidores, mais leitores e comentários, a única coisa boa do meu dia estressante de hoje *-* Bom saber também que tenho ajudado uma pessoa com os meus textos, uma pessoa específica, que eu achei que já não pudesse ajudar mais, rs. Esse texto de hoje, foi escrito a pouco mais de uma hora, então é meu primeiro texto novo e inédito. Como de costume, só o Pedro viu e gostou, então vou confiar no 'bom gosto' dele.

Nova Chance
A cada manhã que se desperta, é concedida uma nova chance. Uma chance para que mude o que está errado, uma chance para que corra atrás do que sonha, uma chance para conquistar um sorriso ou um verdadeiro sentimento.
A sua história não vai ser contada por você, e sim pelos que te veêm vivendo-a, mas é você que está a escrevendo. E como tem se comportado diante disso? Fazer de seus dias uma rotina, não faz bem, nem para a alma nem para o corpo, e o que se pode fazer? É sim a grande chance, esperar novos dias, novas oportunidades e se desprender do medo, porque ele não te trará nenhum bom conselho, apenas uma distância de seus propósitos. Há quem diga que é melhor arriscar e se arrepender do que viver a vida toda sem saber como teria sido. E talvez seja essa a fórmula que por alguma razão ainda não foi ensinada na escola. Ainda que percamos, suemos, ou choremos, teremos tentado, acreditado e persistido. E sim, ainda teremos uma nova manhã despertando, te trazendo a próxima chance, de fazer tudo isso denovo.

Escrito por Gabrielle Pires Silva (tequila)
Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:26 12 comentários
terça-feira, 26 de janeiro de 2010
Good Night! Tá, é 'trash' falar inglês num blog, mas tem simplesmente algumas palavras como 'trash' que não ficariam tão sig...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 21:26 12 comentários
segunda-feira, 25 de janeiro de 2010
Olá Leitores!
Não, eu não posso me cansar nunca de agradecer a vocês, tem gente que eu nunca imaginei que estaria aqui, mas está, e está me fazendo verdadeiramente muito feliz e grata. Também tenho que agradecer aos outros blogueiros, que conheci através deste blog, mas também estão se tornando leitores fiéis. Obrigada a todos mesmo, e também, aviso aos blogueiros que comentarem: sempre serão respondidos e, seguidos s2

Entendimento
Talvez depois de um tempo eu comece a entender melhor a vida, os motivos que fazem tantas situações acontecerem e simplesmente se esquecerem logo, ou não. Talvez depois de um tempo, meu rosto esteja marcado de maturidade com as chamadas rugas, e eu entenda que os grandes amores nem sempre são os mais longos e duradouros, e sim aqueles que foram os mais intensos e que me arrancaram sorrisos verdadeiros.
Talvez depois de um tempo eu descubra o tal motivo de estarmos sempre insatisfeitos procurando uma tal verdade, uma tal cura, um tal orgulho, uma tal felicidade que sempre parece distante do lugar em que estamos, mas aos olhos alheios sempre parece tão próxima, tão simples. Talvez depois de um tempo eu entenda porque tantas pessoas me pediam para ser paciente, para esperar o tempo. E quem sabe eu também descubra porque o escuro me dava arrepios. Na verdade depois de um certo tempo, eu espero descobrir se realmente só amamos uma pessoa na vida, e o resto é paixão, ou se isso não passa de uma tática para acreditar que sempre o momento atual é o mais intenso que viveremos. Eu não sei o que eu descobrirei daqui a uns anos, eu não sei como estarei, quem conhecerei, eu nao sei onde estarei vivendo, quem estarei amando, com quem estarei dividindo meus momentos importantes, mas eu espero que eu comece a entender os motivos que a vida tem pra ter me tirado tantas vezes dos caminhos que pareciam mais concretos. Espero que todos os dias eu aprenda algo novo, e que, com isso, seja cada vez mais grata do que já sou. Por viver, e acreditar na vida.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)
Postado por Gabrielle Pires Silva às 22:09 22 comentários
segunda-feira, 25 de janeiro de 2010
Olá Leitores! Não, eu não posso me cansar nunca de agradecer a vocês, tem gente que eu nunca imaginei que estaria aqui, mas está, e está me ...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 22:09 22 comentários
domingo, 24 de janeiro de 2010
Boa Noite!
Bom, hoje eu infelizmente estou postando mais tarde, mas estou aqui, e quero agradecer DEMAIS os comentários que estou tendo, os seguidores, os elogios, o pessoal no MSN que tem me apoiando, vocês tem sido demais comigo.
Me incentivam muito e me fazem ter mais vontade de postar.

O vento
Sussurre as belezas da vida como faz o vento.
Quando está apaixonado, perde sua admirável calmaria e sopra mais forte, forte ventania.
Sussurre a verdade dos seus sentimentos de forma passiva, porém clara e fascinante. A cada manhã temos uma brisa tão singela e tão contagiante de que é o ínicio de um novo dia, uma nova chance de mudar o que fez ontem. Não agrida-os com a sua alma, deixe leve fluir, leve permitir sentir.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)
Postado por Gabrielle Pires Silva às 23:32 13 comentários
domingo, 24 de janeiro de 2010
Boa Noite! Bom, hoje eu infelizmente estou postando mais tarde, mas estou aqui, e quero agradecer DEMAIS os comentários que estou tendo, os...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 23:32 13 comentários
sábado, 23 de janeiro de 2010
Boa Noite!
Gostaria de em primeiro lugar agradecer aos seguidores, aos comentários, aos incentivos, aos elogios que estou recebendo, porque é sempre bom ter alguém pra nos animar enquanto estamos começando. Principalmente quando estamos começando com uma coisa que é realmente importante. Hoje, como sempre, (rs) separei um texto um pouco antigo meu para dividir com vocês. Por enquanto os textos que serão postados, serão meus mais antigos, e logo escreverei exclusivamente para o blog.

Medo

Eu não sei lidar com o medo nem com a indiferença. Eu sou a cura e a crença. Ninguém me ensinou como agir nas horas difíceis, então é fácil julgar apenas a decisão final. O livro não será julgado pela capa por quem sabe ler até as entre linhas. Quem aprende uma lição de verdade, nunca mais esquece.

Quem fica traumatizado, acaba voltando ao erro e nunca cresce. Eu aprendi com a solidão que às vezes me sinto melhor sozinha do que com quem não me quer bem, e aprendi com a companhia que muitas vezes você precisa de alguém

apenas porque tem medo de agir sozinho. Enquanto eu aprendo, eu descubro novas alternativas de resolver tudo o que está pendente, eu aprendo a lidar comigo mesma, aprendo a lidar com a verdade, mas ainda não aprendi a lidar com esse tal medo.


Escrito por Gabrielle Pires Silva (tequila)
Postado por Gabrielle Pires Silva às 19:10 21 comentários
sábado, 23 de janeiro de 2010
Boa Noite! Gostaria de em primeiro lugar agradecer aos seguidores, aos comentários, aos incentivos, aos elogios que estou recebendo, porque ...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 19:10 21 comentários
sexta-feira, 22 de janeiro de 2010
Olá a todos!
A reação ao primeiro post, foi melhor do que eu esperava, de verdade fiquei bastante satisfeita e emocionada, uma razão pra eu postar ainda mais e me animar, com a divulgação que é bem cansativa rs. Mas enfim, hoje eu separei dois textos antigos meus, pra mostrar pra vocês.

Lembranças

"Lembro-me do tecido vermelho e a sua espessura.

Eu sabia que era o lugar mais seguro onde eu queria estar. Fecho os olhos um segundo, e

vejo um sorriso, onde eu sei que é meu lugar. A pele macia, e o toque suave, não poderia descrever. Sei que parece um pouco estranho, mas foi ali que eu descobri que voltei a ter algum sentido."

Por Gabrielle Pires Silva (tequila)



Cansativa covardia

"Certamente o que mais precisa ser esquecido, é o que persiste em sua memória, nem que seja pra te lembrar que precisas esquecer. Certamente aquele que precisa resolver é o mesmo que fica calculando como fazê-lo, sem sair do lugar, e aquele que tem tudo resolvido, está sempre se movendo para criar novos desafios. Todos os dias são pequenos desafios, para grandes pessoas. As pequenas os vêem como grandes, se assustam e se perdem, num medo, num mito em que não se permite reencontro. Eis aquele que perde sem nem ao menos tentar, sem erguer-se diante dos medos e desafiá-los com bravura. São destes que o mundo está cheio. São destes que estamos cansados."

Por Gabrielle Pires Silva (tequila)


Postado por Gabrielle Pires Silva às 03:16 10 comentários
sexta-feira, 22 de janeiro de 2010
Olá a todos! A reação ao primeiro post, foi melhor do que eu esperava, de verdade fiquei bastante satisfeita e emocionada, uma razão pra eu ...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 03:16 10 comentários
Afinal de contas, quem é Tequila?

Tequila é um apelido antigo, usado pelos amigos mais próximos. Essa é a definição mais concreta que posso estabelecer. O blog vai ser utilizado pra postar meus pensamentos, meus poemas, minhas análises, teorias, textos em geral. Afinal, um amigo muito recente Pedro me convenceu de fazê-lo. Não sei se vai ser algo que vai funcionar, mas o que custa tentar?
Escrever tem sido uma válvula de escape em minha vida, já tem um tempinho. Foi com isso que aprendi muito, a enxergar além das coisas, e aprender a usar metáforas com a minha própria vida. Foi com isso, principalmente que pude ajudar pessoas a minha volta. Ou até mesmo aquelas que estavam longe. Sou grata por ser portadora desse dom, e agora sinto que é o momento certo de compartilhá-lo. Não sei com quem, mas com alguém que certamente entenderá o sentido de tantas coisas ditas por aqui. Espero que meus textos possam ser úteis para alguém e que acrescente algo em suas vidas. (rs) De certa forma, essa apresentação está se tornando meio longa e cansativa, mas não se precipitem em enjoar, é só a apresentação, o primeiro post. Logo virão só meus textos e pensamentos. Hoje vou postar um texto mais antigo, que escrevi sobre um amor que vivi.

Mudanças

"Eu estava disposta a tentar. Sabia que isso poderia custar o meu orgulho, mas que orgulho, quando na verdade o que realmente importa é encontrar a felicidade? Não poderia pregar meus olhos sem isso, mas não sabia quando voltaria a pregá-los depois de tudo. Não haviam respostas, na verdade elas estavam inclusas, em palavras meio ditas, meio omitidas. Não haviam planos futuros, e talvez por isso estávamos parados ali, no mesmo lugar, nos tratando como estranhos. De alguma maneira era como se estivessem claras ali nossas intenções, completamente opostas. E você estava virando as costas para mim, para meus sentimentos. E mesmo assim, não poderia ter raiva de você, eu sentia que isso era preciso, mas não poderia. Tentar não foi o suficiente, talvez não tenha sido nem o certo, então agora é a hora de baixar os olhos, sair de vez desse jogo, onde o juiz já apitou há um tempo. Há um mês. De alguma forma, não será nunca mais o mesmo, não serei nunca mais quem fui, e você não me verá com os mesmos olhos, o que trará mudanças. Mudanças essas que nos separam cada vez mais. "

escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)

De alguma forma, esse foi o desabafo sobre aquela época. Obrigada por tudo, quem leu, e mais uma vez obrigada Pedro pelo grande incentivo e motivação. Beijinhos tequila. ;*

Postado por Gabrielle Pires Silva às 01:40 22 comentários
Afinal de contas, quem é Tequila? Tequila é um apelido antigo, usado pelos amigos mais próximos. Essa é a definição mais concreta que poss...
Postado por Gabrielle Pires Silva às 01:40 22 comentários