segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A parte mais difícil

Você não sabe qual foi a parte mais difícil. E se sabe, só sabe de ouvir falar. Não doeu em mais ninguém além de mim. Foi sarando, pouco a pouco. Tiveram horas realmente duras. Eu fraquejei tantas vezes que, por hora ria da minha tolice.
Eu achei que era a pessoa mais forte do mundo e que agüentaria toda a dor nas costas. Mas por sorte, descobri que só agüenta dor sozinho, o fraco, que se intimida de pedir ajuda.
Cedi inúmeras vezes e recalculei todo meu trajeto. Foi a parte mais difícil.
Reavaliar e me arrepender. Arriscar em novas apostas e ter certeza da escolha errada se transformar na escolha certa, de forma passiva, singela.
Foi a parte mais difícil de todas, relutar todos os dias contra a força que me impulsionava a cometer os mesmos erros e na verdade, continuará por ser difícil por muito tempo, mas talvez seja uma parte que só cabe a mim. 

Escrito por: Gabrielle Pires
Postado por Gabrielle Pires Silva às 14:02

15 comentários:

Gustavo disse...

"Não doeu em mais ninguém além de mim. Foi sarando, pouco a pouco."

"you really broke my heaart"

bom, muito bom tralha !

Stephanie Vilela disse...

"Eu achei que era a pessoa mais forte do mundo e que agüentaria toda a dor nas costas. Mas por sorte, descobri que só agüenta dor sozinho, o fraco, que se intimida de pedir ajuda."

Já passei por isso.. Muito bom, Gabi!! Parabéns.

gabrielafortunato disse...

"Foi a parte mais difícil de todas, relutar todos os dias contra a força que me impulsionava a cometer os mesmos erros e na verdade, continuará por ser difícil por muito tempo, mas talvez seja uma parte que só cabe a mim."

A minha cara.. Muito bom Gabizinha s2

Mayra Nakano disse...

"Cedi inúmeras vezes e recalculei todo meu trajeto. Foi a parte mais difícil.
Reavaliar e me arrepender. Arriscar em novas apostas e ter certeza da escolha errada se transformar na escolha certa, de forma passiva, singela."

fico sempre sem palavras , muito lindo gabi ! s2

Giovanne Joannes disse...

"descobri que só agüenta dor sozinho, o fraco, que se intimida de pedir ajuda." é verdade, muito bom bob :D

Ana Neves disse...

"Mas por sorte, descobri que só agüenta dor sozinho, o fraco, que se intimida de pedir ajuda."

adoreei essa parte!
o texto está todo perfeito, minha linda s2

Anônimo disse...

Que lindo esse texto, você sou expressar em palvras o que acontece realmente com a gente, continue assim Gabi, desse jeito você vai longe, dedica sempre a isso, eu curti muito, ta perfeito de coracao! *-*

Anônimo disse...

/\ por: Ana Paula da Cruz! ;)) rs

Clarinha disse...

Já passei por isso tbm, texto muito bom !

Bjs
http://maviealeatoire.blogspot.com/

Laila Saltoris disse...

Adorei o texto, Gabi!
Principalmente essa parte:
"Foi a parte mais difícil.
Reavaliar e me arrepender. Arriscar em novas apostas e ter certeza da escolha errada se transformar na escolha certa, de forma passiva, singela."

Ficou lindo, parabéns!!

Jenni Abreu disse...

que lindo, gabi.. nao da nem pra botar a parte que eu mais gostei, pq ta todo lindo... me indentifiquei muito com tudo! ta lindo, lindo, lindo rs

Jenni Abreu disse...

que lindo, gabi.. nao da nem pra botar a parte que eu mais gostei, pq ta todo lindo... me indentifiquei muito com tudo! ta lindo, lindo, lindo rs

Thaís Lima disse...

"Foi a parte mais difícil de todas, relutar todos os dias contra a força que me impulsionava a cometer os mesmos erros e na verdade, continuará por ser difícil por muito tempo, mas talvez seja uma parte que só cabe a mim."
Lindo, lindo Gabi. s2

Mariana Hesse disse...

Gostei da definição da sua luta interior. A dor, só a tem quem a sente. E é ela que define quem você é.

"Penso, logo existo é uma afirmação de um intelectual que subestima as dores de dente.

Sinto, logo existo é uma verdade de alcance muito mais amplo e que concerne a todo ser vivo.
Meu “eu” não se distingue essencialmente do seu “eu” pelo pensamento.

Muitas pessoas, poucas idéias: pensamos todos mais ou menos a mesma coisa, transmitindo, pedindo emprestado, roubando nossas idéias um do outro.

Mas se alguém pisa meu pé, só eu sinto a dor.
O fundamento do eu não é o pensamento, mas o sofrimento, sentimento mais elementar de todos.
No sofrimento, nem um gato pode duvidar de seu eu único e não intercambiável.

Quando o sofrimento é muito agudo, o mundo desaparece e cada um de nós fica só consigo mesmo.
O sofrimento é a grande escola do egocentrismo."

Milan Kundera, A Imortalidade

;)

Anônimo disse...

Parabens pelo texto escreve muito bem msm :D

Postar um comentário