terça-feira, 12 de outubro de 2010

Feliz dia das crianças


Sinto no ar aquele mágico e melancólico cheiro que eu conheço bem. Cheiro de saudades. Cheiro que já senti antes, e que me causam profundos sentimentos, que me fazem trazer de volta a atualidade, tudo aquilo que esteve guardado. Toda a base que eu tive para me transformar em mim mesma atualmente. Saudade de ser criança. Saudade de quando soltar pipa era meu objetivo. Crescer e me tornar capaz de fazer aquilo, como os meninos da rua. E ser atriz, dentista, veterinária, trabalhar em um hospital do câncer, salvar vidas todos os dias. Eu fazia isso, nas minhas brincadeiras. Elas cabiam em uma viagem sem fim, onde eu era quem eu quisesse, e trocava essa escolha em questão de minutos. Só sabia bem de uma coisa: era a melhor coisa do mundo. Sinto a mesma sensação dos joelhos ralados, e o medo de passar remédios nos ferimentos. Lembro do medo de abandonar as rodinhas da bicicleta, e sentir medo de cair. Mas lembro principalmente de estar orgulhosa por pedalar sozinha. Lembro o quanto eu queria atingir uma idade, que eu pudesse ser ‘gente grande’. Inocência. Tudo era doce, tudo era divertido, não tinha tanta preocupação. Não sabia o que era a realidade, e nem queria saber. Acreditava plenamente que a vida real se encontrava no meu quarto, com as minhas bonecas. Não poderia haver nada mais importante para mim. Não naquele momento. Cada uma nova, cada pedacinho novo de imaginação aguçado, pronto para transformar-me em alguém que, gosta de criar. Sinto tantas saudades que quase me tele transporto para aquela época. Época que eu chorava querendo ser ‘mocinha’. Agora queria que algumas vezes, as pessoas me mimassem e não me punissem, assim como se eu fosse uma criança, inexperiente e que só quer se divertir.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (Tequila)

Postado por Gabrielle Pires Silva às 01:53

9 comentários:

Monique disse...

Nossa, que lindo .

Lagostinha disse...

Que lindo ;__; Eu fiz parte de quase tudo isso aí. HAUAHUAA. De hospital do câncer principalmente HUAHAUA. Ai, era tão bom... Realmente... Queria poder voltar no tempo e viver exatamente tudo igual. <3

Liv disse...

vc nao cresceu ainda... ser criança é isso, aceitar que vc tem ainda um certo espirito que nao morrera nunca! a gnt sempre vai ter meras lembranças e muitas realizações, prq a cada ano que passa a gnt fica mais velho e uma criança pra tras, entende?! te amo sempre.

Natália disse...

É tanta saudade que chega a escorrer pelos olhos. beijo

tuuianny disse...

muito de bom gosto isso aqui,então vo te seguir e se for de seu agrado gostaria que fizesse o mesmo ;)

Rodolpho Padovani disse...

É o que eu digo "a gente era feliz e não sabia" a infância é a melhor época da vida, pois não precisamos nos preocupar com nada e tudo se resolve, mas a gente quer tanto crescer, pq será? Pra depois se arrepender e querer voltar atrás, mas aí não dá mais.
Nostálgico e belo.

Bjs =)

criseadolescente disse...

muuuuito bom o texto . realmente a saudade de ser criança é muuito grande

Victória disse...

Ai, meu deus, que texto lindooo! Amei, de verdade. Me emocionei na parte "E quis ser atriz [...]", lembrei de quando nós falávamos que íamos ser atrizes e trabalhar juntas hahaha Tá tudo lindo, como sempre, parabéns! Beijoca

Villa disse...

aaaaaaaah, eu queria ser criança, queria muito ter um aninho, ;/

Postar um comentário