sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Entrevista VI

O entrevistado de hoje se chama Pedro, foi o motivo da criação do meu blog através de seu incentivo e nessa entrevista expõe sua opinião sobre todos os tipos de assunto. Conheçam-o melhor através de seu twitter @pedronigro

Gabrielle Pires: Uma coisa na sua vida que espanta todos os seus males?

Pedro Nigro: Um banho depois um abraço da minha mãe.

Gabrielle Pires: Uma coisa em você que costuma afastar um pouco as pessoas?

Pedro Nigro: Meu jeito um pouco bipolar.

Gabrielle Pires: Se fosse um super-herói, qual seria sua primeira boa ação?

Pedro Nigro: Explodir Brasília em dia de expediente.

Gabrielle Pires: Você acha que nasceu para que?

Pedro Nigro: Primeiro, minha mãe admitiu que era pra tirá-la do tédio mas na verdade acho que cumprir missões na vida das pessoas de forma aleatória pra mim mas com completo sentido pra Deus. Todos têm uma missão aqui, ou duas ou muitas, cabe a nós "lê-las" e cumpri-las.

Gabrielle Pires: Você já sofreu bullying ?

Pedro Nigro: Já, facilmente. Mas nunca me afetou, apelidos como "paraíba", "cabeção", "baixinho" sempre me seguiram mas nunca ficaram nem me afetaram de verdade.

Gabrielle Pires: E você? Já fez esse tipo de brincadeiras que pudesse machucar alguém?

Pedro Nigro: Sim, mas quando menor. Talvez como uma forma de defesa, as pessoas te colocam apelidos, você coloca nas pessoas de volta. Espero nunca ter afetado ninguém pro resto da vida.

Gabrielle Pires: Você pratica esportes?

Pedro Nigro: Sim, freqüentemente. Sou apaixonado por futebol desde pequeno mas na adolescência me apareceu o basquete como hobby. Mas o futebol ainda é a minha paixão e vício, diga-se de passagem.

Gabrielle Pires: Acredita que o esporte pode mudar a vida de uma pessoa?

Pedro Nigro: Acredito. Tanto financeiramente quanto um jeito de fugir das ruas, das drogas essas coisas que as crianças estão expostas nas favelas e comunidades carentes. O esporte junto com a educação é a melhor saída pra uma vida mais saudável e melhor financeiramente. Era onde o governo, que tenho tanto nojo, devia investir de verdade. Veja o Japão, depois das bombas investiu 70% da verba do FMI nisso e hoje é uma potência.

Gabrielle Pires: Que carreira profissional pretende seguir?

Pedro Nigro: Como técnico em eletromecânica, curso que faço hoje. Mas ainda sonho com algo que envolva o futebol ou até mesmo a música se possível ainda vou lutar por isso.

Gabrielle Pires: E daqui a uns 10 anos? Se imagina envolvido de verdade com qual dessas três carreiras?

Pedro Nigro: Sendo bem realista ainda como técnico e talvez com uma engenharia de produção no currículo. Já em um posto maior como supervisor ou gerente em uma grande multinacional do ramo do petróleo.

Gabrielle Pires: Tem alguma coisa esotérica em que acredita?

Pedro Nigro: Não sei se alguma coisa em que acredito seja considerado esotérico, acredito que não.

Gabrielle Pires: Você acredita que, quem influenciou mais na sua personalidade? Seu pai ou sua mãe?

Pedro Nigro: Minha mãe. Sou muito parecido com ela quase tudo e acho que na personalidade pesou a questão maternal, apesar de ver sempre um pouco do meu pai em mim. Ainda vejo muito dos meus pais nos meus atos, não consigo ver um Pedro Nigro formado sem nenhuma influência ainda. Espero ver esse Pedro Nigro pro meu filho no futuro poder se espelhar nele.

Gabrielle Pires: O que tem lido?

Pedro Nigro: Acabei de começar a ler "Comer, Rezar, Amar". Já vi que vou gostar mais da versão masculina "Beber, Jogar, F@#er", mas não sou um bom leitor apesar de gostar dos livros do Dan Brown.

Gabrielle Pires: Você acha que, religião está mais ligada a guerra ou a paz?

Pedro Nigro: O conceito das religiões sempre estão ligadas ao caminho da paz mas as divergências entre elas sempre levam a guerra. Sendo elas expostas como as cruzadas ou até mesmo por debaixo dos panos igual acontece muito hoje e ninguém sabe ou notícia.

Gabrielle Pires: Mesmo assim, você tem religião, certo? O que te faz manter o foco e a fé?

Pedro Nigro: Certo. Acreditar que Jesus é o único caminho pra Deus. Pra mim, você tem que ver a religião como aquela lenda do arco-íris, haverá o pote de ouro no fim, acredite e você o achará. Um provérbio achado em Mateus (21,22) resume um pouco minha fé. "Tudo o que pedirdes com fé na oração, vós o alcançareis."

Gabrielle Pires: Você foi a peça essencial para que eu fizesse o blog. Vendo-o atualmente, como se sente por ter me influenciado?

Pedro Nigro: Muito orgulhoso! Seria muito egoísta da minha pessoa ler seus artigos e ninguém mais poder desfrutar. Acho que não fiz nada demais, apenas a incentivei de passar uma linha entre a vergonha e a exposição. Simples.

Gabrielle Pires: Indique 3 twitters

Pedro Nigro: Só três é injusto mas.. @MarcusPh @mayarabaiao e @juurocher


Postado por Gabrielle Pires Silva às 15:32

17 comentários:

Rodolpho Padovani disse...

Ótima entrevista, como eu já disse antes, vc tá se superando mais e mais. Curti as respostas do Pedro, temos o jeito um pouco bipolar e Dan Brown em comum, haha...
Ah, e eu ri dos apelidos (foi mal, rs)

Gostei muito
Bjs =)

Júlia Rocha disse...

Muito maneira a entrevista e confesso que também ri dos apelidos (nem sabia HAHA). E a dona está de parabéns pelo blog :) e obrigada por me indicar pepe! hahahahaha beijo ;*

Pedro disse...

Minha entrevista ! :D

jade ferreira ;] disse...

adoooorei, mt interessante a entrevista :)

Laila Saltoris disse...

muuito boa a entrevista!
as respostas dele são muito boas e inteligentes.
eu ri quando ele falou que a mãe dele admitiu que o teve pra sair do tédio hahahaha ai gente..

e obrigada, Pedro, por não ser "egoísta" e incentivar a Gabi a fazer o blog ;)

Lagostinha disse...

Muito legal a entrevista *-*. A passagem da Bíblia citada é uma das minhas favoritas, só perdendo a dos Conríntios sobre o amor.

A Capricho devia aprender com essa foca sabida <3

Te amo

MarcusPh disse...

Pedro, como sempre, inteligente. Gosto muito dessa qualidade dele. Ótima pessoa pra conversar... Acho que, por isso, a entrevista foi tão boa. Mas a melhor parte foi a parte que ele me indicou (@MarcusPh). HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Lis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lis disse...

Muito boa a entrevista!
Perguntas bem formuladas e respostas sensatas como o próprio Pedro Nigro.
Ao lê-la percebi que tenho muito ainda que aprender sobre e com o Pedro Nigro..
Parabéns pelo blog!
Vou visitá-lo mais vezes.
Beijos!
Lis Guedes

Clara Almeida disse...

Adorei a entrevista do Pedro, e textos muito bons! ;*

Felipe Gonçalves disse...

Inclusive, você esqueceu de dizer que o seu apelido na galera foi durante muito tempo "cu da galera" ou "chorão da pelada".
Tirando isso eu gostei muito da entrevista.
um beijo do seu amigo jimmy.

Isabella disse...

Paraíba já pode ir no Programa do Jô ou no Altas horas, ein!
Adorei, hahaha :D

@biafairy disse...

Incrível ! Adorei poder conhecer um pouco mais sobre o Pedro . Ele é bem mais legla do que eu pensei que fosse . E nunca pensei pouco dele .
Parabéns pela entrevista e pelo blog.(E up pra Lagostinha pela passagem de Coríntios sobre o amor =p )

Laura Pedrosa disse...

Ah, meu jeito bipolar também assusta as pessoas! haha

Lindo o blog! Parabéns!

Diego Albino disse...

só faltou falar que daqui a 10 anos vai estar num projeto social resgatando meninos do tráfico e fazendo a restauração da amazônia ... eu concordo plenamente com a parte da carreira musical, admiro e venero a voz do Pedro .Outra parte que me toca muito é não ter citado meu nome momento algum dessa entrevista , msmo não perguntando nada em que encaixaria uma resposta com meu nome no assunto, deveria falar "uma pausa e um grande beijo ao Diego . Obrigado Diego. " ... e meu caro Pedro :uma coisa que lhe espanta os males é uma banho depois de um abraço da sua mãe ? um abraço da sua mãe tem algum mal pra vc querer se limpar mlq ? veio cumprir que missão mlq ? tu é algum a gente secreto e nunca me falou :O
haha

blog maneiro ,nome maneiro ,entrevista maneira , entrevistado não muito maneiro.

é nós primo :**

Bianca disse...

meu ídolo provou que tem mais fãs. não sou mais a única (pausa para umas lágrimas). tudo bem, só não se esqueça que antes de todos eu vi seu talento(: hahaha
ficou muito legal a entrevista.

ps.Diego, você não sabe ler querido, ele falou que o que espanta os males é um banho e depois um abraço da mãe, não um banho depois de um abraço da mãe ;D

beeijos da sua fã numero 1.

Júlia Rocha disse...

Esse Diego, tão cômico que só ele.. Hahaha

Postar um comentário