domingo, 11 de abril de 2010

Desabafo Silencioso

Este é mais um desabafo. Um desabafo silencioso que só faz refletir aos que possuem sentimentos comuns aos meus. Esta é uma história em que foi o revisor quem pôs um ponto final.

Não teve a autorização da do autor e nem mesmo concordância com os personagens. Quando o tempo corre contra o seu coração, é preciso calar-se lentamente e começar a acelerar o ritmo de adaptação. Conviver com o que é imposto, não de uma forma sutil, mas de uma maneira brusca, quase obrigatória.

Há os que dizem amar o tempo, que resolve tudo, e outros que o odeiam, porque afastam todos. Eu, ainda nova, e com pouca experiência, vejo que o tempo nada mais é do que uma pausa. Você pode se afastar de tudo, dos seus medos e sofrimentos, por muito tempo, mas quando voltar, ainda estarão lá. Por quê? Porque não foram devidamente encarados, e por isso, não foram superados.

Ainda que o mundo girasse mais devagar, ainda que não torne a encontrar ‘seus monstros’, eles estarão lá, e então jamais terás uma página virada.

Escrito por: Gabrielle Pires Silva (tequila)

Postado por Gabrielle Pires Silva às 11:58

5 comentários:

Anônimo disse...

Nossa Gabi, que lindo *--*
Por isso devemos encarar nossos proprios medos ! beijos cleydi

Thaís. disse...

E é ao encarar nossos medos que descobrimos nosso potencial em cada tipo de situação e também, amadurecemos.

Suélen disse...

nossa que lindo. adorei gabi *-*

Andressa França disse...

"Você pode se afastar de tudo, dos seus medos e sofrimentos, por muito tempo, mas quando voltar, ainda estarão lá. Por quê? Porque não foram devidamente encarados, e por isso, não foram superados. "
É a mais pura verdade! Não adianta tentar fugir dos problemas sem encará-los. Pq algum dia acabamos os encontrando novamente, e de que adiantou fugir uma vez? Adoooooro seu blog♥

Marcelle disse...

muito bom! " Você pode se afastar de tudo, dos seus medos e sofrimentos, por muito tempo, mas quando voltar, ainda estarão lá. " eu que o diga. concordo plenamente, gabi! ;D beijos!

Postar um comentário