quinta-feira, 10 de maio de 2012

Clichê

Da luta, nem sempre uma vitória. Da paz nem sempre um sorriso. Porque nem sempre o óbvio encanta e o clichê sempre deixa de fazer sentido quando muito vivido.
Morre-se mais pela dor do que pela alegria, mas nem por isso deixa-se de morrer de amor. Quase não se notam as pausas silenciosas. Cabeças barulhentas. Mentes que procuram o que não se encontra, que buscam o inalcançável. Duro viver.
Não querendo ser certo ou errado, premedito não haver uma resposta absoluta. Abstratos são os olhos da verdade. Tão pessoal, tão própria e por vezes tão mentirosa que se faz sincera.
Não acredite na verdade dos outros. O que te convence, te engana, te livra de si e te transforma no outro. A verdade dos outros é irrevogável. Para eles mesmos. Para ti, que seja irrelevante.
Das chuvas o calor, dos anéis, as pedras falsas. Que apenas o almejado seja o espírito da certeza. Aquela que tens, sem teus reféns. Que Deus me livre da crença alheia, amém.



Escrito por: Gabrielle Pires Silva
Postado por Gabrielle Pires Silva às 13:58

4 comentários:

Brian disse...

o amor e um estado no qual onde sempre vemos coisas onde não existem. Nunca acreditei em verdade Gabriele . Se algo acontece tem todo um enredo que so quem passou conhece, por isso julgar e tão complicado. Vc ta se superando.

Thaís Lima disse...

"Não acredite na verdade dos outros. O que te convence, te engana, te livra de si e te transforma no outro. A verdade dos outros é irrevogável. Para eles mesmos. Para ti, que seja irrelevante.
Das chuvas o calor, dos anéis, as pedras falsas. Que apenas o almejado seja o espírito da certeza. Aquela que tens, sem teus reféns. Que Deus me livre da crença alheia, amém."
Amei mais um! *-*

Call me Olie. disse...

Maaano, eu simplesmente A-D-O-R-E-I, parabéns!

Marcelle Braga disse...

Nossa, esse é pra tocar no fundo da alma. Me identifiquei muito: "Morre-se mais pela dor do que pela alegria, mas nem por isso deixa-se de morrer de amor. Quase não se notam as pausas silenciosas. Cabeças barulhentas. Mentes que procuram o que não se encontra, que buscam o inalcançável. Duro viver." Adorei!

Postar um comentário